Os médicos podem usar as mídias sociais para aumentar a visibilidade de suas práticas médicas. Isso permitirá que novos pacientes encontrem sua clínica e levem essas referências boca a boca para a era digital.

As mídias sociais podem ser desafiadoras para qualquer perfil profissional. Por isso, é necessário ter resiliência para acompanhar as mudanças e práticas recomendadas. A primeira pergunta que precisa ser respondida é: “por que abordar as mídias sociais”?

Vemos médicos adotando todos os tipos de abordagens para publicar as mídias sociais, tanto para a prática médica ou para venda de equipamentos médicos. A publicidade para médicos, nesse sentido, tem o desafio adicional de ter que estar em conformidade com o sigilo do paciente.

Alguns médicos têm uma estratégia de simplesmente evitar tudo isso. Outros encarregaram um profissional do marketing ou da publicidade dentro da prática de “fazer” as mídias sociais – conhecido como social media. 

Se você é um médico tentando desenvolver uma estratégia para mídias sociais ou uma empresa de medicina do trabalho procurando entender algumas práticas recomendadas, deve estar ciente das boas práticas a serem seguidas nas mídias sociais para médicos.

Existem alguns benefícios consideráveis ​​para as práticas médicas que estabelecem uma forte presença nas mídias sociais. 

Essas plataformas não servem apenas para postar fotos de suas férias ou compartilhar memes, são ferramentas de marketing vitais que podem ajudar a melhorar e aumentar:

Otimização de mecanismos de busca para seu site;
Revisões on-line de sua prática;
Geração de leads;
Conhecimento da marca;
Tráfego do site;
Gerenciamento de reputação online.

Na verdade, as práticas médicas que não têm uma forte presença nas mídias sociais provavelmente ficarão para trás dos concorrentes que são mais ativos socialmente.

Cada vez mais práticas médicas estão se tornando socialmente experientes, usando essas plataformas para compartilhar informações, educar clientes em potencial, comercializar materiais hospitalares e anunciar ofertas ou eventos especiais.

Mesmo que você não esteja sentindo a pressão de se tornar mais ativo socialmente, é hora de mergulhar no vasto mundo das plataformas de mídia social. Aqui estão alguns prós e contras para ajudar a guiá-lo ao longo do caminho.

Tenha compromisso e propósito com a profissão e paciente

Antes de puxar o gatilho de qualquer postagem nas redes sociais, verifique se você tem um motivo para postar. Compartilhe um recurso ou outro conteúdo relevante para seus pacientes. É ótimo criar seu próprio conteúdo, mas não deixe que isso o impeça. 

Organize bons conteúdos de outras fontes e compartilhe-os com seus pacientes e pacientes em potencial. Não tenha medo de puxar a cortina e postar algo que torne a prática mais pessoal. 

Uma empresa de serviço de medicina do trabalho pode usar as mídias sociais para conversar com as pessoas, não sobre as pessoas. É uma via de mão dupla destinada à comunicação, portanto, envolva-se com seu público.

Atualize suas informações profissionais

Há muito debate sobre o efeito das mídias sociais nos rankings dos mecanismos de busca, e deixaremos esses debates para os engenheiros de busca. Para uma prática médica local (ou qualquer empresa local), é importante ver as mídias sociais como uma citação.

As citações são uma grande parte das listagens que os outros mecanismos de pesquisa escolhem mostrar quando se trata de pesquisas de intenção local. 

Os elementos-chave de uma citação são o nome, endereço e número de telefone de uma empresa e, quanto mais citações você conseguir, melhor. Essas citações devem ser consistentes. Os perfis de mídia social de uma clínica são uma citação natural e gratuita.

Atualize seu horário e localização nas redes que suportam mapas. Se suas horas estiverem incorretas ou seu marcador de mapa estiver no lugar errado, isso pode levar à frustração dos pacientes. Pacientes frustrados deixam comentários ruins. 

Portanto, para evitar problemas decorrentes da desatualização de suas informações profissionais, garanta que elas estejam atualizadas nos marcadores de mapa e faça as correções necessárias.

Evite publicar aconselhamento médico deliberadamente

A ideia é compartilhar conteúdo que seu paciente ideal achará útil e interessante. Nunca é uma boa ideia compartilhar informações de saúde ou dar conselhos médicos específicos quando você está ativo nas mídias sociais.

Se algum paciente lhe pedir aconselhamento médico ou se fizer perguntas de saúde pessoal enquanto você estiver online, você deve orientá-lo a agendar uma consulta em seu consultório para que as perguntas possam ser respondidas por um médico qualificado.

É uma boa ideia consultar continuamente os membros de sua equipe sobre as regras do Conselho Regional de Medicina (CRM) relacionadas a informações médicas online. 

Portanto, sempre que estiver interagindo com pacientes nas mídias sociais, os regulamentos do CRM devem ser rigorosamente observados.

Os consultórios precisam estar cientes de que existe a possibilidade de criar um problema junto ao Conselho caso reconheça que qualquer pessoa em particular é um paciente em seu consultório. 

Há uma área cinzenta (grey area), aqui uma pessoa escreve uma revisão online de sua prática e compartilha voluntariamente informações pessoais. Seja positivo ou negativo, é importante responder ao comentário em termos gerais para evitar violações do CRM.

Se responder a uma avaliação negativa, convide a pessoa a agendar um telefonema ou uma reunião no escritório para discutir a situação em detalhes, em vez de compartilhar detalhes específicos online.

Não negligencie a presença social por longos períodos de tempo

Depois de estabelecer algum tipo de presença nas mídias sociais, você precisa cultivar constantemente os relacionamentos que construiu e procurar se envolver o máximo possível com seus seguidores.

Se você abandonar sua presença na mídia social por um período considerável de tempo, poderá parecer volúvel ou não confiável. Pior ainda, você ficará invisível para as pessoas que podem realmente precisar de seus serviços.

A invisibilidade de sua prática significa mais visibilidade para seus concorrentes, se eles forem socialmente ativos. 

Os usuários precisam se sentir à vontade com você. Grande parte disso vem da interação constante que você fornece quando faz postagens frequentes online.

Incentive seus pacientes a se conectarem com você nas mídias sociais, comunicando sua presença nesses sites por meio de e-mails, boletins informativos ou venda de produtos como avental descartável em seu escritório. 

Você pode se estabelecer como uma autoridade em sua área de especialização, ao mesmo tempo em que faz conexões inestimáveis ​​não apenas com seus pacientes atuais, mas também com outras pessoas que possam precisar de seus serviços. 

Sua prática se tornará um recurso confiável para obter informações. Em última análise, isso se traduzirá em mais pacientes confiando em você para cuidados médicos quando estiverem prontos para agir e vestir o lençol hospitalar.

Mantenha uma relação de profissionalidade

Em geral, não seja “amigo” de seus pacientes online, mas sim foque em orientá-los a “curtir” você em uma página profissional sem se identificarem como pacientes.

Independentemente de quem são suas conexões, não publique conteúdo não profissional, como fotos mostrando embriaguez ou uso de drogas ilegais, ou postagens com linguagem vulgar. Procure fazer uma atualização de firmware.

Não responda a perguntas médicas pessoais nas redes sociais. Oriente a pessoa a encaminhar as dúvidas para o médico do paciente. Se a pergunta vier do seu paciente, trate-a por meio de uma visita ao consultório, consulta por telefone ou troca de e-mail criptografado.

Não publique, em nenhuma circunstância, qualquer informação de identificação sobre os pacientes online. Fazer isso é antiético, ilegal e pode custar seu emprego.

Apesar de todos os benefícios e armadilhas que cercam o uso das mídias sociais pelos médicos, as regras formais para os profissionais médicos seguirem online ainda estão em construção.

Deixe claro seus objetivos online

Um dos aspectos mais importantes de estabelecer uma presença online é definir seus objetivos para usar as mídias sociais.

Manter-se atualizado com as mídias sociais requer atenção e monitoramento constantes. Se sua prática médica está achando difícil saber como começar com a mídia social, como definir metas de mídia social ou como gerenciar todo o processo

Há empresas que têm um forte histórico de sucesso em ajudar especialidades médicas a aprimorar suas habilidades de marketing de mídia social e aumentar suas receitas no processo. Um ortopedista, por exemplo, pode compartilhar os benefícios da cadeira de rodas elétrica.

Trata-se de uma oportunidade para praticamente tudo o que você precisa para executar no dia a dia. Planeje o que você deseja alcançar com uma presença online profissional. Comece com objetivos claros e escreva uma política que delineie a privacidade e outros requisitos.

Quando você se envolve com a mídia social, não quer que pareça um trabalho penoso ou apenas mais trabalho administrativo que você precisa fazer. Se você é completamente novo nas mídias sociais, é uma boa ideia começar com uma conta pessoal.

Se isso estiver completamente fora de sua zona de conforto, considere contratar um especialista para gerenciar todo o seu trabalho de mídia social para garantir que essa ferramenta para seus objetivos estratégicos seja ativada.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

The post Publicidade médica: O que os médicos não podem fazer na internet e como se comportar appeared first on Dgtalmente.7.


Leave a Reply

Your email address will not be published.